terça-feira, maio 17, 2011

Há tantas coisas por fazer.

it may not always be so;and i say
that if your lips,which i have loved,should touch
another's,and your dear strong fingers clutch
his heart,as mine in time not fara away;
if on another's face your sweet hair lay
in such a silence as i know,or such
great writhing words as,uttering overmuch,
stand helplessly before the spirit at bay;

if this should be,i say if this should be
you of my heart,send me a little word;
that i may go unto him,and take his hands,
saying,Accept all happiness from me.
Then shall i turn my face,and hear one bird
sing terribly afar in the lost lands.


e.e. cummings

2 comentários:

Alberto Vauban disse...

eu ando, ando e retorno praqui.=D

http://www.youtube.com/watch?v=EGIKsW_VeGs&feature=player_embedded

numa ocasião normal, real, humana mesmo ela não sairia de casa (e ele ficaria esperando), ou estaria atrasada sem tempo pra conversa, ou esqueceria o livro no táxi, ou não lembraria do número do poema; ou leria um errado; ou não leria;ou;ou...

[esses "ous" que fodem a vida da gente, mas deixam o filme lindo.]

murphy way of life.

cê junta muita coisa boa aqui, impressionante!

Jorge P. disse...

"[esses "ous" que fodem a vida da gente, mas deixam o filme lindo.]" :)

Belíssimo poema. Vou roubar.