sexta-feira, janeiro 08, 2010

7


Adoro os arquivos digitais de coisas sem função aparente para idiotas como eu: as colecções digitalizadas da Biblioteca Nacional. Foi para isto que se inventou a internet.

Em cima, Poema 7 de Versos para o "Indicios de Ouro" de Mário de Sá Carneiro, 1914.

Isto chegou aqui porque a Adriana Calcanhoto já o musicou.

2 comentários:

Mafalda Cruz disse...

e como é que em 4 linhas alguem escreve algo tão angustiante? Não admira que à Adriana lhe tenha custado musica-lo....
já dei por mim a pensar muitas vezes nesse poema.

Jorge P. disse...

Acho que a Adriana Calcanhoto, até pelas suas aproximações à música "infantil", tem jeito para estas pequenas verdades demolidoras ;)